Arquivo | fevereiro, 2011

Veja Com os Ouvidos

15 fev

Quando você assiste a uma propaganda, você também costuma prestar atenção à trilha sonora que a acompanha?

Se a resposta for sim, você é das minhas! E, assim como eu, já deve ter descoberto muita música e/ou banda boa por isso. Agora, se sua resposta foi “não”, não se preocupe, pois a dica está lançada! Comece afinando seus ouvidos agora mesmo assistindo à algumas propagandas e escutando o que está por trás das imagens:

Propaganda do Motorolla Razr V8, lançado pela motorolla no ano de 2007

Música: Le Disko – Shiny Toy Guns

Propaganda “Bubble Teaser” lançada nos EUA pela Volkswagen em 2002

Música: Mr. Blue Sky – ELO

Propaganda “Mundo Fantástico Coca-Cola” pela Coca-Cola Company lançado em 2009

Música: What a Wonderful World – Joey Ramone

Propaganda Mercado Livre “Aonde Você Compra e Vende Tudo”:

Música: Someone is There Waiting for my Song – Aselin Debison

Propaganda Promocional “Fox Mega Weekend” para America Latina

Música: Just do it – Copacabana Club

Propaganda Levi’s da Campanha “501 Jeans”

Música: Glory Box – Portishead

Propaganda Garnier Fructis “Long and Strong” ( Esse mesmo comercial também foi passado no Brasil, só não achamos a versão dublada)

Música: Diamonds and Guns – The Transplants

Propaganda da Renault “Mude a Direção” lançada nesse ano

Música: Bittersweet Shymphony – The Verve

Propaganda da Nike “Courage” lançada nas últimas Olimpíadas

Música: All These Things That I’ve Done – The Killers

Tem aqueles que afirmam que “uma imagem diz mais que mil palavras”. Mas e quando as palavras compõem uma música e quando essa mesma música te faz imaginar mil imagens?

Eu, por exemplo, gosto muito dessas duas últimas propagandas. E acho que 60% disso se deve ao fato de adorar as músicas e achar que elas combinaram perfeitamente com o contexto. Essa intertextualidade promove mais que um produto ou logomarca, promove sinestesia. Agradar aos olhos e ouvido de quem assiste é um dos principais desafios da produção de um comercial.

Bruna Brasileiro.

 

Anúncios

This is n… a Love Story

14 fev

Ela conhece, envolve sem se envolver. Despretensiosa e  desapegada. Ele, pega por pegar,  pega porque, ela,  era a mais bonita entre as amigas do seu colega. Ela sempre sonhou com um homem do lado de humanas, pois de exata bastava ela na relação. Alguém que gostasse dos mesmo filmes que ela assiste e ninguém mais compartilha desse gosto, se não ele. Alguém que lhe desse um beijo no dedão do pé, quando ela pedisse para ser beijada onde nunca foi. Esse alguém, ela já tinha conhecido. Ele foi exatamente esse homem. Ela simplesmente baixou a guarda, saiu da bolha e se sentiu segura ao lado dele. E nessa hora o que era platônico se tornou real. Perfeição? Não! Desastre. Ela se tornou então a mulher que toda mulher gostaria de ser, um homem.

Soube que depois que ela terminou o ultimo namoro ficou assim cara. Pode ir que tá fácil, coisa de uma noite só. Amiga, ele não tem nada haver com você, engenheiro, só escuta rock´n roll, desses tipo bonitinho que não tem nada na cabeça. Foi de primeira cara, sensacional! Haa amiga, fôdas, nunca mais vou ver esse garoto mesmo, pelo menos foi bom.

Alô? Tudo ótimo, que inesperada sua ligação… Restaurante japonês amiga, você sabe que amo. Ta bom então, você me pega aqui às oito. Vou pular fora amiga, ta acontecendo de novo, já cansei dessa história. Cara, sabe quando você não precisa fazer nada legal pra se sentir bem do lado da pessoa? É isso que rola, somos opostos e o que falta em mim sobra nela, e a gente se completa. Amiga, já sou inteira, não preciso de uma metade, sou completa por mim mesma.

Ela, sabia que mesmo sendo completa, agregar uma parte lhe faria bem, não seria a metade, mas o complemento. Ela tinha essa certeza, mas não sabia disso.

Smack! Por que me beijou no dedão do pé? Porque tinha uma ferida ali, dei um beijinho pra sarar, não vai mais doer quando a gente caminhar juntos.

Happy Valentine´s Day and give a chance to Love.

Foto: Bruna Brasileiro

Texto: Natália Ambrósio

Modelos Renascentistas ou Top Madonas?

13 fev

As top models vão além, e seus lindos rostinhos agora estampam revistas de arte. O pintor Italiano Francesco Vezzoli, seguindo os preceitos da pop-art explora o poder incontestável da cultura da mídia contemporânea para inspirar seus trabalhos.

O artista faz reinterpretações das pinturas de Madonas dos séculos XV e XVI de Giovanni Bellini, Leonardo Da Vinci, Sandro Botticelli, entre outros. Porém, suas madonas não são imagens beatificadas como as de seus precedentes históricos. As mulheres de Vezzoli são supermodelos contemporâneas como Claudia Shiffer, Tatjana Patitz, Linda Evangelista, Stephanie Seymour, Kim Alexis e outras.

Ao confundir as modelos com ícones históricos, Vezzoli ressalta o culto de figuras da sociedade da indústria da moda e celebridades. Um ponto pra refletir, assim como Andy Warhol já nos fez pensar sobre a sociedade do consumo.

A exposição, chamada “Sacrilégio” transformou a galeria Gagosian numa capela renascentista. A galeria localizada no bairro de Nova York que é o epicentro de arte de Manhattan exibe a exposição até o dia 12 de março. Os leitores do chá em NYC, reconhecidos pela Flag Traffic do blog aí, podem conferir a exposição, e quem tiver de passagem por lá também! Vale a pena.

Fotos: Galeria Gagosian

Lembretes Inusitados

11 fev

Quando tem que lembrar de alguma coisa ainda coloca uma fitinha no dedo? Imagina, agora existe lembrete de celular (rs). Mas Erin Hanson tem um modo bem diferente e criativo de anotar seus lembretes. A fotógrafa que vive em Austin, não deixou de registrar essa forma inusitada de lembretes e mostrar pra gente.

Para manter-se na linha, e ainda descolar um ensaio bacana, Erin usou um pouco de sua inspiração, tesoura, durex, algumas folhas de E.V.A, criatividade e uma câmera fotográfica.

Para saber um pouco mais sobre a fotógrafa que adora refrigerante, seus sapatos cor de vinho e recolher material que ela não precisa, acesse seu site

De gatinho tá gatona

10 fev

Foto: Reprodução

Sempre buscando referências no passado, a moda mergulha nos anos 50 e trás de volta um acessório memorável, os óculos de gatinho. O clássico se recontextualiza e aparece com diferentes armações, texturas e materiais, literalmente fazendo a cabeça das mulheres. O que começou com marcas como Dolce Gabbana e Louis Vuitton agora já se estende a várias marcas.

O modelo gatinho é usado tanto para óculos escuros quando para os de grau, mas para se jogar nessa é preciso um pouco de cuidado. O gatinho original é pequeno e alongado horizontalmente, o que faz com que ele fique melhr em pessoas de rosto fino e traços delicados, para pessoas de rosto arredondado, quadrado ou com traços marcantes vale a pena procurar um modelo que a armação seja maior, mas não deixe de ter as puxadinhas laterais, o que de fato caracteriza o óculos como gatinho

Dolce & Gabbana – Foto: Agencia Fotosite

Dolce & Gabbana – Foto: Agencia Fotosite

Rochas – Foto: Agencia Fotosite

Rochas – Foto: Agencia Fotosite

 

Olivia Palermo já exibe vários modelos e é quando vemos que o urbano contemporâneo desmistifica a ingenuidade retrô.

Foto: Reprodução

 

Alguns modelos das grandes marcas pra inspirar vocês.

Foto: Reprodução

The Strokes tá de Volta

10 fev

Os fãs temporariamente órfãos de The Strokes, dão um tempo com “Last Nite” na playlist pra aprender um novo refão. Depois de 5 anos no escuro, o quinteto nova-iorquino que ficou como uma das melhores bandas, se não a melhor dos anos 2000, nos presenteia com o álbum “Angel”. O single “Under Cover of Darkness” vai ficar disponível para baixar no Site da banda por 48 contando a partir das 17h35 de ontem, quando a faixa foi lançada.

O lançamento de “Angels” tá previsto na gringa para 22 de março. Pra quem já ficou 5 anos na espera, até março vai ser fácil. Vale a pena lembrar que quando o recesso da banda foi declarado em 2007, a reclamação de que Casablanca era muito ditatorial nas composições  era geral e então dessa vez o processo foi mais democrático. Mas pelo single que acabei de escutar aqui, podemos nos tranquilizar que tudo continua tãoo… Strokes. A voz de Julian Casablanca continua impecavelmente gritada as guitarras aceleradas e a batera e o baixão não deixaram de ser bem marcados.

E o refrão que se grita agora é “Don´t go that way… I wait for you”

lips in art

10 fev

Olha a boquinha aí.

Vagando pela net encontrei essa imagem de uma galeria virtual. Impossível não lembrar na hora desse post onde constatamos que a boquinha tá em todas.

Foto: Galeria Pink Ponk

%d blogueiros gostam disto: